prof pedro em Fronteira

web site de apoio às turmas da escola básica integrada Frei Manuel Cardoso

conceitos | sétimo ano

Polis (Cidades-Estado da Grécia Antiga)
: A “polis” grega ou cidade-Estado é um dos elementos fundamentais da civilização grega, que nasceu, principalmente, devido a razões geográficas e da falta de um poder centralizado.
Na Hélade todos se sentiam gregos. Na verdade, partilhavam elementos comuns, como a língua, a cultura, os costumes e a religião, que lhes conferiam “um sentimento de unidade”.
Os Gregos viviam nas “poli”, onde tinham as suas próprias leis.
A “polis” é igualmente um fenómeno territorial. No interior de uma cidade havia, obrigatoriamente, o lar (a casa), com o fogo sagrado, um pormenor fundamental na vida da “polis”. Havia, ainda, uma série de edifícios públicos, presentes em qualquer cidade do mundo helénico. Os templos dedicados aos deuses eram indispensáveis, localizados na cidadela (Acrópole); a Ágora, ou praça pública, onde se exerciam actividades ligadas ao comércio e as dependências dos magistrados.
As “poli” não eram cidades-Estados separadas do espaço circundante; incluíam o espaço rural e centros urbanos dentro dos seus limites.

Metrópole
: cidade-estado mãe, isto é, cidade-estado de onde saiam os colonos para fundar uma outra cidade-estado – a Colónia – noutro local. Os Gregos saíram de importantes cidades-estado gregas, localizadas na Hélade, para fundar colónias nas costas do Mar Mediterrâneo e do Mar Negro. As metrópoles mantinham depois relações económicas, religiosas, … privilegiadas com as suas colónias.

Colónia
: cidade-estado fundada fora da Grécia. Apesar de politicamente independentes, continuavam ligadas às metrópoles por laços comercias, culturais e religiosos.

Cidadão
: Eram considerados cidadãos, segundo a lei ateniense de Péricles, os homens nascidos em Atenas que fossem filhos de cidadão ateniense.

Democracia Directa
: Em Atenas, no século V a. C., desenvolveu-se um sistema político em que o poder pertencia ao povo, ao conjunto dos cidadãos – a Democracia (“demo” = povo + “kratos” = poder). Uma vez que todos os cidadãos podiam participar directamente no governo da “polis”, podemos considerar o sistema político ateniense uma “democracia directa”.

No comments yet»

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: